Mudanças! Como lidar com a chegada do irmãozinho?

Mudanças! Como lidar com a chegada do irmãozinho?

Para as mamães e papais de segunda viagem, trocar a fralda, dar banho, amamentar, colocar para arrotar nada disso é novidade! O desafio agora é outro: Como deixar o primogênito confortável com a chegada do bebê? A rotina sofrerá mudanças que afetam a família inteira e, por esse motivo, é importante que tudo seja explicado ao filho mais velho. Por isso, algumas atitudes são importantes nesse processo. Vale intensificar a atenção ao mais velho, entre as sonecas do bebê, por exemplo. E, na medida do possível, manter as atividades que eram feitas antes mesmo do bebê chegar!

Caso você está cogitando em colocar os irmãos para dividirem o quarto, no início, é melhor deixá-lo no quarto dos pais. Isso porque, sem dormir, o mais velho pode apresentar alterações no comportamento devido à privação de sono, ficando irritado, mal-humorado ou desatento.

Outro ponto importante é que grandes mudanças negativas na rotina não façam com que a criança associe com a chegada do bebê. Portanto, quando os pais não podem mais estar com ele o tempo todo, pois têm as demandas do menor, o primogênito não sente ciúme do caçula e sim insegurança do amor de seus pais. Mas prepare-se! Segundo especialistas, mesmo que você tenha toda a delicadeza do mundo para lidar com essa situação, birras são comuns com o nascimento do outro filho (o ciúme indica que há ligação afetiva, é natural, é uma maneira de protestar contra a falta de atenção sentida). A boa notícia é que esses comportamentos costumam desaparecer em algumas semanas! Segundo especialistas, a compreensão mais indicada diante dos comportamentos de ciúme, é baseada no respeito ao momento da criança. Por fim, independente da experiência, havendo amor, cuidado e limites todos sairão bem, mais cedo ou mais tarde.